Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Pró-Reitoria de Extensão Universitária > Complexo Cultural e Científico de Peirópolis
Início do conteúdo da página


O Complexo Cultural e Científico de Peirópolis - CCCP é composto pelo Centro de Pesquisas Paleontológicas “Llewellyn Ivor Price”, Museu dos Dinossauros e a extinta Rede Nacional de Paleontologia que hoje constitui a sede do CCCP. Desde a sua criação em 2010, tornou-se um centro de referência nacional em paleontologia desenvolvendo atividades de pesquisa, ensino e extensão.

Histórico

Desde a década de 1940, Uberaba vem sendo palco de relevantes investigações paleontológicas. O motivo é que o município abriga um dos maiores e mais importantes sítios paleontológicos brasileiros, com fósseis datados de 83 a 66 milhões de anos. Dentre estes, os dinossauros têm destacada importância e representatividade. As primeiras descobertas ocorreram ao acaso em 1945 ao norte da cidade, contudo, somente em 1946 tiveram início as escavações sistemáticas nos sítios de Peirópolis, com trabalhos realizados anualmente por Llewellyn Ivor Price até o ano de 1974. A implantação, em 1992, do Centro de Pesquisas Paleontológicas “Llewellyn Ivor Price” e Museu dos Dinossauros, no bairro de Peirópolis, pela municipalidade, possibilitou potencializar atividades de escavação, preparação e, por conseguinte, um notável avanço da pesquisa mediante estudo e publicação de uma centena de trabalhos que revelaram ao mundo formas de vida únicas até então desconhecidas da ciência. Não menos importante, os projetos educacionais permitiram a alunos de graduação, pós-graduação e dos ensinos fundamental e médio uma sólida construção do conhecimento embasado na contextualização prática por meio de atividades nas escavações, laboratório, coleção técnica e Museu dos Dinossauros. A paleontologia desempenha um papel importante nos dias de hoje. Já não é mais uma ciência hermética, restrita aos cientistas. Todos se interessam pela história da Terra e de seus habitantes durante o passado geológico. Trazer toda essa informação a um público cada vez maior e diversificado é efetivamente contribuir para a difusão e popularização do conhecimento, premissa maior do Museu dos Dinossauros.

Hoje, Peirópolis vive da exploração de serviços e produtos associados ao Geoturismo, tornando-se seu principal ativo econômico, fonte de renda e geração de postos de trabalhos. Conta com infraestrutura e logística composta por 10 estabelecimentos, dentre eles: pousadas, restaurantes, receptivo turístico, sorveteria e espaço cultural, artesanato, entretenimentos e a própria estrutura do Complexo Cultural e Científico CCCP da UFTM. Ao total, são oferecidos cerca de 90 postos de trabalhos para uma população total de aproximadamente 330 pessoas o que comprova o papel estratégico do CCCP na condução do processo de desenvolvimento socioeconômico-ambiental sustentável para a comunidade local. A paleontologia desempenha um papel importante nos dias de hoje. Já não é mais uma ciência hermética, restrita aos cientistas. Todos se interessam pela história da Terra e de seus habitantes durante o passado geológico. Trazer toda esta informação a um público cada vez maior e diversificado é efetivamente contribuir para a difusão e popularização do conhecimento, premissa maior do Museu dos Dinossauros. Dentro da popularização dessa ciência, os dinossauros sempre foram seus protagonistas maiores, tendo-se transformado em um dos grupos de maior apego popular e entretenimento do mundo científico natural. Animais emblemáticos da paleontologia, os dinossauros têm sido responsáveis por uma indústria cultural e de bens de consumo sem precedentes.

Nas exposições do CCCP, os dinossauros estão presentes na forma de fósseis, reconstruções em vida ou mesmo réplicas em esqueleto como Uberabatitan ribeiroi o maior dinossauro do Brasil de até 23m de comprimento. Os terríveis carnívoros, Abelissauros, de 7m de comprimento, o interessante Maniraptora o Dino-ave de Peirópolis e réplicas de dinossauros da Argentina contemporâneos aos encontrado em Uberaba, encontram-se expostos no Museu dos Dinossauros. Não menos impactantes são os outros inúmeros grupos de animais como os crocodilos Uberabasuchus terrificus e Campinasuchus dinizi. Na visita, ainda podem ser observados a rã Uberabatrachus carvalhoi, a tartaruga Cambaremys langertoni e o lagarto Pristiguana brasiliensis. Hoje, o museu compõe-se de duas exposições, uma na antiga estação ferroviária de Peirópolis (Museu dos Dinossauros propriamente dito) e outro espaço em musealização na sede do CCCP. Contemplam uma das mais interessantes, atualizadas e didáticas exposições de paleontologia do interior do país. Tem como tema central os fósseis e as paisagens da região de Uberaba há cerca de 70 milhões de anos, reconstruídos de maneira realística. O museu já recebeu mais de um milhão de visitantes de cerca de 1.210 municípios brasileiros e 44 países. Conhecer o museu de Peirópolis é trazer à tona o passado remoto da região de Uberaba, em uma viagem ímpar de conhecimento, lazer e entretenimento. Atualmente, Peirópolis recebe cerca de 40.000 pessoas por ano entre cientistas, estudantes, amantes da paleontologia e turistas.

Informações gerais e localização

Localiza-se no Bairro de Peirópolis, situado nas margens da BR 262 no Km 784. Distante de Uberaba aproximadamente a 22 Km, sentido Belo Horizonte. Pode ser acessado por ônibus linha Ponte Alta nº I58, saindo a partir do Terminal Leste do BRT.

Complexo Cultural e Científico de Peirópolis

Endereço: Bairro de Peirópolis
BR 262, Km 784, Uberaba - MG
Equipe e contatos:
Para pesquisar por nome utilize a tecla de atalho ctrl + f e digite o termo a ser pesquisado.

Equipe e Contatos:

Nome Cargo Contatos


Luiz Carlos Borges Ribeiro


 

Diretor

cccp@proext.uftm.edu.br

(34) 3338-1526


Eliana Vilas Boas


 

Auxiliar em Enfermagem

(34) 3338-1526


Matheus Damasceno Amorim


 

Assistente em Administração

(34) 3338-1526


Fim do conteúdo da página